01/12/11 | Homebrewing

Como engarrafar e refermentar sua cerveja artesanal

Quando você termina de maturar sua cerveja artesanal o que faz? Se você tem um barril ou cornélius é fácil, pois é só jogar a cerveja ali dentro e fazer pressão para ela carbonatar. Mas esses são equipamentos difíceis de encontrar e manusear, o que faz com que muitos produtores caseiros decidam refermentar suas cervejas na garrafa, seguinto a mesma prática de muitas cervejas importadas.

Goronah - Refermentação na garrafa

Veja agora, em apenas cinco minutos de vídeo, como engarrafar sua cerveja com todo cuidado para não explodir as garrafas e poder aproveitar sua bebida em apenas uma semana. Se gostou, não deixe de entrar no Youtube e clicar em gostei!

E não deixe de ver também nosso primeiro vídeo, ensinando o processo de fabricação de cerveja artesanal.


Nicholas Bittencourt. Analista de sistemas, nobre bacharel em Direito, fotógrafo, cervejeiro e blogueiro. Quando sobra tempo, também faço pipoca.

Comentários

  • Parabéns pelos vídeos. Estou querendo começar a fazer minhas próprias cervejas. Tenho uma dúvida sobre as tampinhas. Se eu não tiver, posso troca-las por rolhas de cortiça?
    Ainda sobre as tampinhas. É obrigatório usar esse equipamento, ou posso simplismente aplicar pressão na tampinha que ela vai lacrar?


  • Felipe, algumas cervejas usam rolhas para suas produções, mas como elas não permitem uma trava como as chapinhas, já tive experiência da rolha pular em caso de muita pressão na garrafa. Por questões de sanitização, procure usar rolhas sintéticas no lugar da cortiça.
    Sobre a colocação das chapinhas, nunca soube de alguém fazendo isso manualmente, mas existe uma gama de equipamentos que podem ser utilizados para esse fim. Veja na loja de cervejeiros mais próxima de você que eles devem possuir outros modelos, alguns até melhores que esse.


  • […] homogenizar. Cuidado para não mexer muito vigorozamente, pois pode oxidar a cerveja. Veja nosso vídeo sobre refermentação na garrafa que pode […]


  • 24/01
    09:51

    Legal o video! Só uma correção.., levedura não é bacteria, é fungo.
    abraço.


  • 24/03
    11:05

    Onde encontrar o manonetro exibido no video, ou, como é o nome do aparelho?


  • O nome é manômetro mesmo. Esse modelo é para garrafa long neck e comprei na WE, uma loja de Porto Alegre, mas vende pela Internet.


  • 25/09
    23:33

    Nicholas, mais uma vez parabéns. Teus vídeos são muito legais, e dá pra tirar muitas dúvidas a partir deles.
    Acabo de refermentar uma leva de cerveja de trigo, e a primeira garrafa que abri estava “choca”, quase nada de CO2. Usei a relação de 6 g de açúcar invertido por litro, igual à minha última IPA (que carbonatou muito bem), mas o resultado não foi tão bom. Tens alguma idéia do que pode ter acontecido?
    Desde já, obrigado.


  • Cristiano, já vi casos assim quando a tampa da garrafa não oferece uma vedação muito boa ou quando a mistura do primming não é homogênea. Pode ter havido uma contaminação ou qualquer coisa que eliminou as leveduras restantes que fariam essa carbonatação.


  • 17/01
    18:51

    ola amigo onde vc compro aquela valvula que vc coloca na garrafa para medir a pressao.ok
    maravilha seus videos.


  • Valdir, o manômetro para garrafa eu encontrei na WE, de Porto Alegre.


  • 28/06
    19:12

    Fala comigo chará, gostei dos seus videos e estou iniciando a montagem dos meus equipamentos, e estou lendo muito sobre os estilos de cerveja e os cuidados dos processos que devemos ter, estou muito preocupado com a eficiência do meu processo e assim estou meio que investindo em controladores de temperatura no momento da fervura e na fermentação na geladeira, eu gostaria muito de umas receitas de cervejas pra que quando eu inicie o meu processo possa ter uma gama maior de cervejas que eu possa fazer e saborear, se não for pedir muito gostaria muito que você me enviasse umas receitas pra que eu possa fazer, parabéns pela divulgação dos seus conhecimentos, abrax


  • Nicholas, as receitas publicadas no blog podem ser encontradas numa página específica, acessível pela barra lateral. Veja o banner ali e aproveite as receitas!


  • 08/09
    20:57

    Ola Nicholas,
    Quero te parabenizar muitos pelo site, pelo esforço. Estou querendo iniciar uma fabricação artesanal de cerveja. No momento ainda estou nas pesquisas. Lendo bastante.
    O que me aconselha?
    Moro em Fortaleza e tenho muita dificuldade em achar os ingredientes. indica algum site de compra?
    Outra coisa, estava lendo os comentarios do seu site e vi que algumas tentativas deram erradas, como por exemplo uma cerveja que ficou sem gás. Ha conserto ou perde a produção?


  • 08/03
    10:46

    Bom dia Nicholas, ótimo video explicativo, fiquei somente com uma dúvida, a carbonatação onde você usa o manômetro é feita em temperatura ambiente? Quando chegar a pressão de 2,5 bar é o momento em que pode colocar para gelar e consumir? Obrigado.


  • […] é um erro que cometi quando publiquei o vídeo sobre Refermentação na Garrafa. Na transferência, entre fermentadores ou na hora do envase, evite deixar a cerveja jorrar e […]


  • 13/09
    22:51

    É possível sanitizar o fermentador com álcool 96%?


  • Luís, o álcool 96% não tem o mesmo poder sanitizante que o álcool 70%. O mais indicado, se não encontrar o mais diluído, é fazer a diluição com água destilada ou usar o iodofor.


  • 01/12
    14:18

    Nicholas, parabéns pelo vídeo.
    Já produzo Hidromel e estou partindo para cerveja artesanal.
    Se eu colocar a cerveja após a fermentação em um barril de inox (chopp) e aplicar a pressão necessária conforme a característica da cerveja, e deixar alguns dias, ela irá ficar carbonatada?
    Qual o limite da pressão que a garrafa suporta?


  • Qual a pressão ideal no manômetro na conclusão final do priming?


  • 28/06
    21:34

    Boa noite Nicholas. Parabéns pelos vídeos. Tive problemas com uma leva que não refermentou. Consigo salvar essas garrafas? Abrir incluir o açúcar e tampar de novo é uma opção?


  • 10/08
    19:25

    Cara, comecei a ler teus posts! Muito show o conteúdo. Tenho muito a aprender!
    Valeu!


Leave a comment