10/02/14 | Saúde

Você pode emagrecer bebendo cerveja!

Acabou o mês de janeiro e você não conseguiu cumprir a meta de parar de beber cerveja para recuperar a chutada de balde que deu no fim do ano. Tudo bem! Existe uma forma de perder peso sem precisar abrir mão da nossa bebida tão amada. Veja abaixo o que algumas pesquisas mostram sobre como a cerveja afeta sua saúde.

como-emagrecer-bebendo-cerveja

Calorias na Cerveja

Quem está de dieta, normalmente fica fazendo a contagem de calorias a cada coisa que come, cortando logo a cerveja porque se trata de um alimento muito calórico. Mas de quantas calorias estamos falando? Um bom referencial é o vinho, conhecido por muitos como forma de proteção a acidentes vasculares.

Como o vinho é uma bebida mais alcoólica que a cerveja, suas calorias tendem a ser mais altas, pois o álcool é o componente com maior quantidade de calorias na bebida. Enquanto 100ml de cerveja (com 3.5% ABV) possuem entre 40 e 45kcal, a mesma quantidade de vinho possui quase o dobro, chegando a 70kcal. Isso equivale a menos de 5% da quantidade calórica diária recomendada.

Outra lenda, a barriga de cerveja, vem do fato da cerveja ser uma bebida fermentada e carbonatada, o que causa um inchaço na barriga após consumida. A gordura do abdômen tem outros fatores, como genética e alimentação, normalmente aquela porção de linguiça frita que acompanha o chopp.

Redução de Colesterol

Outro objetivo das dietas é melhorar a saúde em geral, principalmente o colesterol, grande vilão das doenças cardíacas. Nesse caso, a cerveja tem até uma atuação positiva por ajudara a reduzir o colesterol ruim e aumentar o colesterol bom.

Um estudo de meta-análise conduzido por pesquisadores do Departamento de Nutrição da Universidade de Harvard avaliou os efeitos do consumo moderado de diversas bebidas alcoólicas, dentre elas a cerveja, nos níveis de HDL-colesterol. Os resultados mostraram que após a ingestão diária, feita durante quatro semanas, de aproximadamente 30g de etanol (equivalente a duas latas de cerveja de 350 ml) houve aumento significativo na concentração plasmática de HDL.

Somado a estes resultados, pesquisadores da Universidade Autônoma de Barcelona analisaram mais de 4 mil indivíduos por meio de questionários e análises clínicas, com o objetivo de determinar a associação entre fatores de risco cardiovascular ao consumo e tipo de bebida alcoólica, mais notadamente vinho e cerveja. Os resultados confirmaram a relação de proteção cardiovascular com o consumo moderado destas bebidas, decorrente de uma soma de efeitos positivos, sendo, segundo os autores, o aumento de HDL o mais importante deles.

Indo mais a fundo, um estudo realizado em animais suplementados com cerveja com diferentes percentuais alcoólicos, revelou que aqueles que receberam cerveja regular (3 a 8% etanol) em quantidade moderada apresentaram aumento nos níveis de HDL plasmático superior aos demais grupos. Além disto, apesar do grupo suplementado com cerveja sem álcool não ter apresentado incremento no nível de HDL, foi observada uma melhora na capacidade antioxidante destas partículas.

Quanto beber então?

Apesar do Ministério da Saúde brasileiro ainda demonizar o álcool, considerando apenas os aspectos negativos de seu consumo, outros países reconhecem que o consumo moderado não possui aspectos negativos sobre a saúde, estabelecendo limites diários de consumo para homens e mulheres.

Antes de falar de quantidades, vamos entender o que é uma Unidade de Álcool. Esse termo, que varia de acordo com o país, é relativo a uma bebida padrão que contém uma unidade de álcool. Essa unidade pode variar de 10ml (Reino Unido) a 12ml (Austrália), dependendo do lugar. Para saber quantas unidades tem sua bebida, basta calcular quanto de álcool ela possui, dividindo pelo tamanho da unidade. Para a quantidade de unidades inglesas (UK Units) em uma long neck, por exemplo:

355ml x 3.5 / 1000 = 1.2 UK Units

Na Inglaterra, por exemplo, o limite de consumo de álcool é de 3 a 4 unidades para homens e 2 a 3 unidades para mulheres. Ainda assim, há uma pesquisa que indica que o consumo de mais de 2 unidades de álcool por dia aumenta o risco de fraturas dos ossos, devido a redução na absorção de cálcio.

Basta aprender a beber?

Tudo vai depender do seu metabolismo e dos seus hábitos de vida. O mais recomendado é procurar um acompanhamento nutricional para fazer uma dieta balanceada e iniciar uma atividade física regular. Dessa forma você vai conseguir perder peso e ter uma vida saudável, sem precisar abrir mão da cervejinha no final do dia.

Com informações da Sociedade da Cerveja


Nicholas Bittencourt. Analista de sistemas, nobre bacharel em Direito, fotógrafo, cervejeiro e blogueiro. Quando sobra tempo, também faço pipoca.

Comentários

  • 20/02
    22:06

    É uma idéia um tanto quanto diferente, até porque a cerveja é feita a partir de um cereal que é calórico. Mas é aquele velho ditado: se for feito com moderação não faz mal.


  • 27/11
    22:32

    “Como o vinho é uma cerveja mais alcoólica que a cerveja” como assim? Li até esse ponto…


  • 30/05
    16:12

    Parei de ler quando escreveram que vinho é cerveja…vão estudar antes de postar alguma coisa


  • 08/07
    14:37

    adoroo cerveja,porem qro perde peso o que efazer!


  • 08/07
    14:43

    Eu gosto muito de beber mais do que lasanha , mais sou vendedor (a) sofredora alcoolatra assumida e nao anonima kkk
    e tambem estou redonda preciso emgrascer nessa porra….
    tambem gosto de pitUUUUUUUU
    e tambem de 51 kkkkk


  • 08/07
    14:44

    Eu gosto muito de beber mais do que lasanha , mais sou vendedor (a) sofredora alcoolatra assumida e nao anonima kkk
    e tambem estou redonda preciso emgrascer nessa porra….
    tambem gosto de pitUUUUUUUU
    e tambem de 51 kkkkk

    HÁ ) sou fraca por tequila mais forte por pitu


  • 08/07
    14:46

    amooooooooooooooooooooo cachaça em geral kkkkkkkkkkkkk

    e dai?

    isabel queiroz conhecida como india tambem adora cachaça è viciada igual eu em conpensacçao meu gerente Anderson oliveira so toma todinho kkkkkk


  • 17/09
    00:47

    aonde que vocês estão vendo que eles falam que vinho é cerveja !? leiam direito!!!


  • 27/10
    22:19

    Também fiquei me perguntando a mesma coisa… “Como o vinho é uma bebida mais alcoólica que a cerveja, suas calorias tendem a ser mais altas, pois o álcool é o componente com maior quantidade de calorias na bebida.” Povo bebeu antes de ler a parada kkkkkk


  • 22/11
    11:56

    Acho que estava escrito isso antes do blogueiro editar o Post novamente para atualizá-lo. CERVEJA é bom demais! Não vivo sem ela, nem minha barriga. Sem as duas não há histórias para contar nessa vida! kkkk…


Leave a comment