08/06/16 | Economia e Mercado

Bodebrown registra a marca “Growler Day”

A Cervejaria Bodebrown, de Curitiba/PR, deu entrada no pedido de registro da marca “Growler Day”, nome dado ao evento onde os clientes comparecem a cervejaria para reabastecerem seus garrafões com chopp. Diversos cervejeiros no Brasil se manifestaram contra a ação, pois fazem uso da mesma expressão para eventos semelhantes.

Bodebrown

O pedido de registro da Bodebrown ainda está sob avaliação, o que significa que ele pode ser questionado por qualquer pessoa que tenha marca similar ou que argumente que a expressão se tornou de domínio popular, ao menos no meio cervejeiro, o que impediria seu registro.

Pedidos de Registro da expressão "Growler Day"

Pedidos de Registro da expressão “Growler Day”

Além disso, temos outros exemplos de registros de marca no meio cervejeiro que poderiam levar a um colapso da Cultura Cervejeira®. Sim… A expressão “Cultura Cervejeira” está registrada, o que significa que o dono já pode te proibir de usar, em nome da mineira Falke Bier.

Registro da expressão "Cultura Cervejeira"

Registro da expressão “Cultura Cervejeira”

Diferente dos “trolls de patente”, que fazem o registro para exigir pagamento indiscriminado, não tenho conhecimento de que a Falke algum dia tenha impedido o uso da expressão por terceiros. Espero que o mesmo venha a acontecer com a Bodebrown, que tomou a iniciativa para se proteger, uma vez que o evento estava ganhando visibilidade.

Essa proteção é essencial nos dias de hoje, pois assim como o “Growler Day” passou a ser usado por diversas cervejarias, outras expressões estão ganhando destaque. Caso uma pessoa mal intencionada faça o registro destas expressões, podemos ser impedidos de celebrar algumas datas, ou mesmo lançar cervejas, que façam uso destas expressões. Um exemplo é o prejuízo que a Therezópolis teve por usar marcas de propriedade da FIFA durante a Copa do Mundo.

Caso as cervejarias brasileiras fossem mais organizadas, tais expressões poderiam ser registradas preventivamente pela sua associação, o que garantiria o uso destas por todos seus membros, sem o medo da proibição por um terceiro mal intencionado. Fica a dica para a ABRACERVA!