04/01/16 | Saúde

Você pode praticar exercícios sem cortar sua cerveja

Começa mais um ano e com ele todas as resoluções que não conseguimos cumprir no ano anterior. Se começar a praticar alguma atividade física está entre suas metas, não se preocupe, pois a cerveja pode atuar até mesmo como aliada nesse momento.

Atividade física e cerveja combinam

Beber uma cerveja após atividade física ajuda na hidratação

Muita gente associa a cerveja a desidratação por conta do álcool, mas isso não é puramente verdade. O consumo exagerado do álcool vai levar seus rins a trabalharem mais e consequentemente a uma desidratação, mas uma cerveja pós treino não vai chegar a esse ponto. Ela pode ser bem benéfica!

Algumas cervejas, principalmente as que levam trigo em sua composição, são ricas em proteínas, por isso possuem aquela espuma bonita e garbosa. Além dessas proteínas, outros nutrientes da cerveja podem ajudar a hidratar seu corpo, recuperando os minerais perdidos no suor.

Não existe cerveja para atletas?

Você já deve ter visto algumas propagandas do lançamento da Skol Ultra, como uma cerveja para atletas não oficiais. Essa propaganda, que foi até proibida pelo CONAR, indica a cerveja como uma fonte de hidratação para atletas, mas o diferencial da cerveja é apenas o baixo teor de carboidratos.

Skol Ultra é uma cerveja para quem pratica atividade física

Enquanto a Ultra possui 3,8g de carboidratos por porção, uma garrafa de cerveja de trigo possui 7,8g na mesma quantidade, segundo informação da Erdinger. Isso resulta em 132Kcal na cerveja de trigo, contra 88 da Standard Lager.

Já surgiram outras propostas de cervejas ricas em proteínas, mas o financiamento pelo Kickstarter não seguiu adiante. Dos 40 mil dólares necessários para o financiamento da Brewtein, uma cerveja com 7 gramas de proteínas em uma long neck, apenas 30 mil foram arrecadados, invalidando a produção da cerveja pelo financiamento coletivo.

Dessa forma, você pode escolher qualquer cerveja para beber após a prática de esportes, mas preste atenção no teor alcoólico e na quantidade, senão o que estava fazendo bem para seu organismo passa a fazer mal.

E beber durante o esporte? Que tal?

Ainda que pouco praticado no Brasil, existe um esporte que consiste numa corrida de 1600 metros com paradas a cada 400 metros para beber uma cerveja. O Beer Mile é bem comum nos Estados Unidos e diversas cervejarias realizam suas próprias competições locais.

Em 2015, uma das edições foi vencida por Elvira Montes, de 81 anos, provando que praticar esportes e beber cerveja não tem idade. Ela completou o percurso em 20 minutos, superando o tempo até mesmo da filha, de 47 anos.

Para ter uma ideia como funciona a prova, veja o vídeo abaixo.

Apenas tome cuidado com as recompensas

Se você vai usar a cerveja como uma fonte de sais minerais após a atividade física ou mesmo como uma recompensa pela prática, sua disciplina deve ser maior ainda. Um estudo recente, realizado pela Pennsylvania State University, acompanhou os hábitos de exercícios de 150 atletas pelo período de 21 dias.

Após analisar as respostas dos atletas para a prática de exercícios e o volume de bebida consumida, foi identificada uma correlação entre as duas variáveis. Enquanto os pesquisadores tentam entender como funciona esta relação, nós devemos tomar mais cuidado ainda ao beber cerveja ao pratica atividade física.