11/01/17 | Homebrewing

7 passos para fazer uma cerveja cristalina

Apesar das NE IPA, com sua turbidez característica, conquistarem o mercado, fazer uma cerveja cristalina ainda é um desafio para muitos cervejeiros caseiros. Ainda que não seja um dos principais aspectos na avaliação de uma cerveja, o brilho de uma cerveja ainda é considerado um diferencial e uma missão para muitos cervejeiros.

Cerveja cristalina

Uma cerveja cristalina é o objetivo de muitos cervejeiros caseiros.

Para melhorar o brilho de sua cerveja, listamos aqui 7 passos simples que podem ser combinados para melhorar a apresentação de sua cerveja. Você pode usar todas as dicas de uma só vez, ou selecionar apenas aquelas que se enquadram na sua receita.

Em resumo, esses são os 7 passos para uma cerveja mais cristalina:

  1. Escolha um fermento de alta floculação
  2. Utilize grãos com pouca proteína
  3. Use um clarificante para atingir um bom hot break
  4. Resfrie a cerveja o mais rápido possível para um cold break
  5. Adicione clarificantes para diminuir a turbidez
  6. Envase suas cervejas com carbonatação forçada
  7. Acondicione suas cervejas a frio

Agora, vamos detalhar cada um desses passos.

Escolha um fermento de alta floculação

Com o fim da fermentação, as leveduras se aglomeram e decantam até o fundo do fermentador. A essa taxa de aglomeração chamamos de floculação. Algumas leveduras, de baixa floculação, se mantêm em suspensão na cerveja mesmo após a maturação, contribuindo para a turbudez da cerveja. Na elaboração de suas receitas, procure leveduras de alta floculação quando possível.

Utilize grãos com pouca proteína

Cervejas de trigo possuem uma turbidez característica devido a combinação de proteínas e polifenóis. Mesmo a turbidez a frio, que some quando a cerveja tem sua temperatura elevada, tem essa origem. Para reduzir esse efeito, além de evitar insumos com alto teor de proteínas, você pode usar adjuntos como o milho, arroz ou açúcar refinado para atingir esse objetivo.

Use um clarificante para atingir um bom hot break

Durante a fervura, o uso de um clarificante como o Whirfloc ou Irish Moss contribui para a aglomeração das proteínas em suspensão, fazendo com que elas decantem para o fundo da panela, gerando o chamado trub. Dessa forma, menos proteínas serão levadas para o tanque fermentador.

Resfrie a cerveja o mais rápido possível para um cold break

Da mesma forma, se a sua cerveja for resfriada da maneira mais rápida possível, as proteínas irão se aglomerar no cold break, decantando para o fundo do recipiente onde for realizado o resfriamento. Caso você resfrie sua cerveja no fermentador, não esqueça de purgar esse trub após o primeiro dia de fermentação.

Adicione clarificantes para diminuir a turbidez

Durante a maturação, o uso de gelatina ou silica gel pode ajudar a floculação de qualquer levedura ou elementos em suspensão na cerveja. Preste atenção principalmente à proporção de uso dessas substâncias para que elas não alterem o aroma ou sabor de sua cerveja pronta.

Envase suas cervejas com carbonatação forçada

De nada adianta tomar cuidado com todo o processo de produção da cerveja, se você fizer uma nova fermentação na garrafa. Quando possível, envase suas cervejas usando um beer gun ou enchedor de contra pressão para que qualquer levedura em suspensão não se propague, sujando sua cerveja.

Acondicione suas cervejas a frio

Mesmo após envasada, a cerveja pode ainda ter alguma levedura ou proteína em suspensão. O melhor nesse caso, é conservar sua cerveja resfriada na posição vertical, de forma que qualquer decantação vá para o fundo da garrafa. Tome cuidado ao servir, senão todo esse sedimento terminará no seu copo.

Via American Homebrewers Association