22/03/17 | Homebrewing

Os motivos que impedem você de copiar receitas da Internet

Uma facilidade para cervejeiros caseiros de todo o mundo é conseguir receitas de cerveja a um clique do mouse. Sejam receitas de outros cervejeiros caseiros, como as receitas de cerveja que compartilhamos aqui no blog, ou receitas de clones de cervejas industriais, criadas por cervejeiros caseiros ou mesmo publicadas pelas fábricas. A cervejaria escocesa Brewdog fez bastante barulho quando liberou suas receitas na Internet. O problema é que copiar essas receitas e fazer em casa dificilmente vai chegar no resultado esperado, por diversos fatores que explico a seguir.

Cada equipamento é único

A não ser que seu equipamento de produção de cerveja seja idêntico ao equipamento que foi usado para elaborar a receita, vão existir diferenças entre eles. Seja a quantidade de água utilizada para a lavagem dos grãos, ou o percentual de evaporação na fervura por conta da potência do fogão. Todas essas variáveis afetam o resultado final da cerveja e vão se acumulando para deixar sua cerveja diferente do esperado.

Disponibilidade de ingredientes

Os ingredientes utilizados na receita original muitas vezes não estão disponíveis para o produtor caseiro. Vamos substituir! Acontece que o fermento que você encontrou na loja do bairro tem um perfil um pouco diferente daquele Conan que foi usado para a receita de NE IPA. Ou o lúpulo Mandarina Bavária da safra 2016 acabou na semana passada e só tem o de 2011. Até mesmo a marca da água mineral compara vai implicar em diferenças na receita. Seja qual troca seja feita ali, vai ter um impacto no resultado final.

Um processo não industrial

Esse talvez seja o maior impedimento de reproduzir uma cerveja em casa. O controle! Se estamos usando o fogão de casa, nossa geladeira para fermentar ou qualquer outro processo não automatizado, fica muito difícil controlar o que está acontecendo. Em um processo industrial, os sais da água são ajustados a cada produção. A temperatura é controlada por computador. Todo um ajuste fino é feito no equipamento. Mesmo assim encontramos diferenças entre lotes de uma mesma cerveja. Em casa não seria diferente!

Como fazer então?

Como primeiro passo, você vai precisar confiar na configuração do seu equipamento no seu software de preferência. Também esperar que o cervejeiro tenha elaborado a receita original da mesma forma. Assim, não precisa se preocupar com volumes de água e tudo mais, pois o programa se encarrega disso. Sua preocupação será apenas com os ingredientes utilizados e a proporção de cada um deles.

Na hora de calcular os ingredientes fermentáveis da receita, a atenção deve ser dada ao percentual de cada um na receita, de forma que as proporções sejam mantidas. Se a sua eficiência for maior ou menor que da receita original, não deve ter grande impacto, pois sua meta é calcular a mesma OG (densidade inicial) que a receita publicada. Para o lúpulo, mantenha os tempos, mas aqui o foco é a quantidade de IBU calculada para cada adição. Lembre o que o IBU da receita depende da densidade do mosto.

No caso de alguma substituição, procure estudar o perfil do ingrediente que você não encontrou. Vá no site da maltaria, distribuidora de lúpulo, ou laboratório de leveduras e procure as características do ingrediente. No caso de maltes, além da cor também é importante ver o potencial de açúcar de cada um deles, além dos aromas. Para lúpulo, o %AA pode ser substituído sem problema, mas os óleos essenciais podem ter impacto no aroma. A levedura, se substituída, deve ter o mesmo perfil da original. Nada de trocar uma levedura Bohemian Lager por uma American Ale e esperar o mesmo resultado. Vai ser diferente!

Por último, e principal, ao copiar uma receita da Internet você precisa aceitar que aquela receita não será a mesma cerveja que a original, mas você pode chegar bem próximo dela.